Com grande público e diversos expositores, o evento apresentou as novidades do setor de moto peças.

Aconteceu na última semana, entre 17 e 20 de agosto, a nona edição do Salão Nacional e Internacional de Moto Peças. Promovido pela ANFAMOTO – Associação Nacional de Fabricantes e Atacadistas de Moto Peças – o evento ocorreu no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo/SP, e teve como objetivo apresentar ao mercado, durante os seus quatro dias, todos os lançamentos, novidades e tendências do setor. Com mais de 200 marcas divididas entre 100 expositores, o que não faltou foi opção para os visitantes se entreterem durante o passeio, que contava ainda com uma praça de alimentação com diversos food trucks de lanches, doces e bebidas.

Com mais de 10.000 pessoas esperadas durante todo o evento, o público era formado principalmente por profissionais do mundo duas rodas (lojistas, importadores e mecânicos), que buscavam aproximar seu contato com as marcas, tirar dúvidas sobre a utilização de alguns produtos e verificar o que cada uma trouxe de novo para o mercado.

Além do contato entre marca e consumidor, o evento também contou com momentos solenes, como a presença de dois deputados federais e um estadual que colaboraram com a criação da Frente Parlamentar dos Veículos Sobre Duas Rodas e da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria e Comércio de Moto Peças. Tais iniciativas têm como objetivo dar voz ao segmento e destacar o mercado frente aos demais.

 

FEIRA

 

A Vini e a Controlflex Cabos estavam presentes no salão com um stand de 40 metros quadrados, que apresentava ao público as três marcas de cabos que a empresa oferece – Controlflex Cabos®, Controlflex Cabos +Mais®, Controlflex Cabos Racing® – e as duas de peças – Vini by Controlflex®, de peças para motor, chassi e embreagem, e Vini Hot Parts®, especializada em aumento de potência.

Embora em um momento difícil da economia do país, o salão conseguiu mostrar horizontes mais positivos tanto para os visitantes quanto para os expositores. A movimentação e o engajamento do público já fazem com que as marcas comecem a pensar no ano de 2017 como um ano bem mais proveitoso que 2016, especialmente com uma melhora do mercado como um todo.