A liberdade é uma palavra forte. Nós usamos todos os dias para definir nossas ações e nossas opiniões. Motociclistas usam a palavra liberdade para descrever o sentimento que começa quando eles estão na moto, associando com a estrada aberta, o vento em seus cabelos, a fuga em direção à grandeza das montanhas ou ao labirinto urbano em meio às ruas da cidade. A sensação é incomparável.

Andar de moto é um hobby emocionante e desafiador. Ao estar sobre duas rodas, você tem uma experiência completamente diferente de qualquer outro meio de transporte. Em uma moto você sente que faz parte do ambiente à sua volta, ao invés de apenas estar assistindo tudo atrás da janela de um carro, por exemplo.

Conduzir uma moto gera uma combinação de diferentes emoções que mudam você para sempre. Você sente alegria, medo, relaxamento e prazer. É o prazer físico e emocional, com uma camada de ansiedade e adrenalina.

Engraçado pensar em como a sua percepção também muda. Você parar de confiar nas pessoas de outros veículos para agir racionalmente. Sabe todas as pequenas coisas que vemos na estrada que as pessoas não pensam muito? Com certeza os motociclistas notam. Os motociclistas estão constantemente fazendo milhares de pequenas decisões de acordo com cada situação. Você passa a perceber todas as coisas, as grandes, as pequenas e tudo o mais. Você aprende a analisar as circunstâncias mais rapidamente e a prever o comportamento dos outros.

E quando você decide pegar sua moto e fazer uma longa viagem? Aqueles que se aventuram a viajar de moto sabem como é bom planejar os detalhes do percurso. Antes de um belo final de semana, quando você tenta se decidir sobre quais caminhos pretende ir, entre uma variedade inesgotável de destinos, você se pergunta se está escolhendo um caminho que nunca visitou antes? E por quanto tempo aguentará estar montado em sua moto antes de parar para repousar? E aquele inconfundível momento de estar perto do início da viagem, você percebe que a lista de checagem de itens vem quase que automaticamente na sua cabeça: combustível, pneus, cabos de comando, freios, bagagem…

Com o tempo você passar a perceber que não conseguiria ficar longe de uma moto. Como seria a vida sem conduzir uma?

O futuro é incerto. Com o avanço da sociedade e das conquistas científicas, nos surpreendemos com os avanços tecnológicos que afirmam que, em breve, empresas fabricarão máquinas de meios de transporte inteligentes, que guiarão as pessoas sem que seja necessária a intervenção de um motorista. Ainda não chegou o dia em que as pessoas abandonarão seus carros e motos por veículos robotizados. Nós da Controlflex esperamos que esse dia nunca chegue!