O amortecedor é o responsável por diminuir o impacto no asfalto e garantir a estabilidade da moto enquanto você dirige. Para manter o conforto e segurança do piloto, a manutenção correta do amortecedor pode assegurar maior durabilidade da peça e, claro, economia para o bolso do motociclista.

Confira nossas dicas para uma viagem suave e livre de trancos.

 

CARGA PESADA

Evite exceder a capacidade máxima de carga do modelo da sua moto ou prender objetos grandes e pesados no guidão e nos próprios amortecedores dianteiros, pois isso causa instabilidade e resposta lenta da direção.

 

CURVAS PERIGOSAS

Durante as curvas, o peso do corpo da moto pende para o lado de fora da curva. A saída é diminuir a velocidade do veículo para reduzir esse efeito. Os amortecedores desgastados tornam esse movimento de rolagem da moto mais instável e difícil de controlar.

 

PNEUS DESGASTADOS

Ao contrário do que aconteceria com um pneu balanceado, a frequência de desgaste é muito maior quando os pneus não estão sendo amortecidos pelas molas ou quando os amortecedores estão desgastados. Conforme a condição piora, ocorrem barulhos e a perda de tração além, claro, do desgaste do pneu.

 

RELAÇÃO AMORTECEDOR x SUSPENSÃO
Quando acontece o desgaste no amortecedor, os pilotos negligentes geram danos às outras partes importantes da moto, como a suspensão. Como seus componentes estão diretamente ligados à segurança do veículo, se algum item da suspensão dianteira ou traseira apresentar desgaste, folga excessiva ou estiver danificado, é necessário realizar a manutenção para evitar transtornos. Nesse momento, é importante escolher moto peças de boa procedência,  com a aplicação correta para o seu modelo de moto.

Exija produtos de qualidade reconhecida. Produtos de origem duvidosa podem apresentar durabilidade reduzida e colocar a sua segurança em risco. Fique ligado!