Com a produção de motos cada vez mais velozes, a indústria teve que encontrar melhores soluções para a frenagem desses veículos.

Atualmente existem dois tipos de sistemas de freios nas motocicletas:

 

SISTEMA DE FREIO A TAMBOR

freio-a-tambor1

 

 

O sistema a tambor é mais encontrado nas motos mais antigas e nas de baixa cilindrada.  Quando acionado, as lonas tocam no tambor (fixado na roda), causando atrito e fazendo as rodas pararem. Esse sistema tem menor eficiência que os freios a disco e necessita de manutenção em intervalos menores.

 

 

Fique atento!

Um sinal de que os freios a tambor estão gastos é o pedal traseiro que começa a ficar mais baixo e o manete dianteiro mais “mole”. Quando isso acontecer, você deve verificar se o desgaste da lona já está no limite.

 

SISTEMA DE FREIO A DISCO

sistema-de-freio-a-disco

 

O sistema a disco é mais moderno e mais eficiente. Mas, por outro lado, a manutenção dos seus componentes e sua produção são mais caras. Basicamente, o freio a disco tem funcionamento hidráulico e é composto por pastilhas, pinças, pistão, fluído de freio, disco e mangueiras. Estão presentes em motos de alta cilindrada e mais potentes. É o atrito entre as pastilhas e o disco que faz as rodas diminuírem de velocidade, até pararem por completo.

 

Fique atento!

Os freios a disco são mais eficientes, mas também mais agressivos. O motociclista deve tomar cuidado com a força aplicada no freio dianteiro para não sofrer um acidente.

 

DICAS DE PREVENÇÃO

  • Sempre verificar a folga do manete e pedal de freio, e ajustar conforme o manual do proprietário de sua motocicleta;
  • Verificar sempre a condição do cabo de acionamento do freio a tambor dianteiro e traseiro – lubrificação ou troca;
  • Pastilhas gastas emitem ruídos metálicos e podem danificar os discos;
  • Nos freios a tambor, conferir a regulagem próxima ao cubo das rodas;
  • Verificar o nível de fluido de freio em motos com freio a disco conforme o Manual do Proprietário;
  • Acionamento “borrachudo” nos freios a disco pode ser sinal de ar na mangueira de freio – fazer a sangria do sistema de fluido de freio;
  • Certifique-se de não manter o pé apoiado no pedal de freio durante a pilotagem para não desgastar as pastilhas ou lona prematuramente.

Seu freio pode salvar sua vida.

Não vacile e mantenha seu sistema sempre em ordem para garantir maior segurança.