Para um motociclista, não há sensação melhor de controle sobre sua moto quando surge um problema e saber exatamente qual é e como consertar. Se pegarmos um dos componentes mais comuns de motocicletas, os cabos de acelerador, nos tornamos quase sempre curiosos para saber até quanto tempo eles resistem antes de realizar a substituição. Mas acredite, você não vai querer testar o limite, pode ser extremamente perigoso.

Os cabos do acelerador da motocicleta são cabos de aço que percorrem desde a manopla do acelerador até o motor, a fim de abrir e fechar o carburador ou nas motos com injeção eletrônica, para abrir e fechar o corpo da aceleração. Essencialmente, em paralelo ao pedal de acelerador de um carro, são esses cabos que fazem com que a motocicleta comece a se mover.

É importante que um motociclista saiba ao menos a hora certa para trocar o cabo de acelerador. Se a cada 20 ou 25 mil quilômetros você ainda não tiver inspecionado, é bom ficar de olho. Se você notar que a manopla está começando a ficar dura, já é um sintoma de que sua vida útil está chegando ao fim.

A lubrificação do cabo é relativamente simples. Você pode aplicar no cabo e na manopla do acelerador, utilizando qualquer lubrificante feito especialmente para esse tipo de cabo, encontrado em qualquer loja de motopeças.

Mesmo com a lubrificação regular, os cabos de acelerador não duram para sempre. Ao verificar a condição dos cabos, veja se externamente já estão começando a desfiar. Se for esse o caso, então já chegou a hora de substituir por novos.

Mas antes de realizar a troca, faça o teste: se depois de lubrificar o cabo do acelerador, para prevenir que não grude, você notar que a manopla continua dura e não retornar automaticamente, então vá atrás de um novo cabo. Se você não tiver a menor ideia de como realizar a troca, leve sua moto para um especialista!