Os motociclistas são iguais a qualquer outro consumidor. Exigem qualidade, preços razoáveis e bom custo benefício nas peças e motos que adquirem. Além dessas exigências básicas, há também o interesse em procurar por peças sofisticadas e que apresentam garantia de qualidade.

Como atestar a qualidade de um produto? Provavelmente você busca a opinião dos amigos e informações online sobre marcas recomendadas e as que são mais conhecidas. O poder do marketing não falha. Quanto mais burburinho houver sobre uma marca, mais propensa ela estará a ganhar novos consumidores.

O caso é que muitas das conversas sobre qualidade recaem na discussão sobre se uma marca é considerada simples ou sofisticada. Quantas vezes você já não deve ter procurado por peças de motos e foi logo atrás das peças mais conhecidas? Parece automático: se uma peça não tem a mesma visibilidade da concorrência é porque provavelmente seus produtos são simples, portanto, não devem ter nem garantia de qualidade. Essa impressão infelizmente é a de muitos motociclistas que necessitam de provas ou garantias da procedência da peça. Claro que em se tratando de conservar sua motocicleta todo cuidado é pouco, porém, ainda que uma marca não receba a mesma atenção da concorrência, não é verdade que seus produtos são inferiores em comparação com as demais peças que existem no mercado.

Há um grande equívoco ao comparar preço e qualidade como sinônimos. A realidade é que as marcas que vendem peças de motos no Brasil também já fizeram a lição de casa e construíram estratégias sólidas em marketing e mercado. A conversa sobre se uma marca possui produtos com mais qualidade do que as demais empresas é muito interessante, mas a verdade é que, no final das contas, o fator que mais influencia na hora da compra é seu custo-benefício.

Sempre existirá espaço para discutir qual empresa de moto apresenta a melhor campanha de marketing, a mais engraçada ou a mais criativa, mas todos sabemos que o mais importante para o motociclista, em qualquer situação, é o valor do custo-benefício da aquisição, e se compensa adquirir uma marca no lugar de outra.