Andar de moto é uma atividade extremamente prazerosa, disso ninguém duvida. No entanto, existem algumas verdades sobre pilotar em duas rodas que poucas pessoas comentam. Veja a seguir alguns fatos sobre andar de motocicleta que você provavelmente vai concordar:

Motociclistas exageram sempre na velocidade

Qualquer indivíduo consegue perceber, ao observar o trânsito, que os motociclistas estão sempre passando dos limites quando o assunto é velocidade. As pessoas já se acostumaram a testemunhar esses abusos, mas isso não significa que passem despercebidos.

Quando você monta em uma motocicleta pela primeira vez, certamente se assusta com a potência e aceleração desse veículo em duas rodas. Com o tempo sua percepção sobre a rapidez muda e passa a aceitar com naturalidade velocidades cada vez maiores. Infelizmente, muitos motociclistas caem na armadilha de acreditar que podem atingir a velocidade máxima da moto. Testar os limites da motocicleta não é a melhor ideia para quem valoriza a própria vida e a de outras pessoas.

Nenhum motociclista/motorista jamais assume um erro no trânsito

Você pode falar o quanto você quiser sobre a maneira como você pilota sua moto, mas é bem provável que esteja entre as milhões de pessoas que não conseguem admitir quando cometem um erro no trânsito.

O ser humano naturalmente encontra dificuldades para perceber que está agindo errado. Mas não reconhecer que você é tão responsável pela dinâmica no trânsito quanto qualquer outra pessoa, é um passo que você dá em direção a um acidente. A única coisa que você pode fazer para evitar cair no stress diário, é saber que sempre haverá disputa por espaço nas ruas. Seu papel é o de aceitar as possíveis e prováveis imprudências dos outros e prestar atenção não apenas em sua pilotagem como a dos outros motoristas e motociclistas.

A manutenção da moto quase sempre é ignorada

Se depender de você, a sua moto nunca seria levada para a oficina, certo? A verdade é que é muito comum motociclistas ignorarem a manutenção das peças de sua moto. Apenas um sinal, como um barulho estranho da moto, ou a perda de desempenho, forçam o motociclista a reconhecer que há um problema.

Ser proprietário de uma moto é uma responsabilidade grande. Talvez no futuro as motocicletas se transformem em veículos inteligentes que realizam a manutenção por conta própria, mas até lá, você deverá fazer isso. A manutenção preventiva, vale lembrar, não é importante apenas para sua própria segurança. Avaliar as condições de suas peças é algo que previne você de andar com equipamentos desgastados e que estejam afetando o desempenho das outras peças, consequentemente aumentando o consumo de combustível da moto.